Sobre Gestalt-terapia:

Uma das diferenciações da Gestalt-terapia consiste na preocupação não apenas com os processos patológicos que envolvem o diagnosticar e classificar os transtornos, mas, principalmente, com os processos saudáveis presentes ao longo do desenvolvimento do homem. Sendo a noção de processo algo que está em permanente movimento, em constante mudança e que interfere diretamente na percepção da história de vida e do meio em que se está inserido.
A Gestalt-terapia é considerada uma terapia do contato, onde se acredita que a todo o momento estamos em contato com o meio, e por meio deste que o funcionamento do homem pode tornar-se saudável ou disfuncional.
Como se trata de uma abordagem fenomenológica-existencial, ressalta-se a consciência do aqui-e-agora através do contato com os sentidos, para que se promova a integração das experiências de vida, focalizando a atenção no que está ali, dado, presente, visível. Quando a pessoa consegue perceber os acontecimentos de sua vida, o seu viver ganha consonância, sem confusão e sem sofrimentos desnecessários.
A postura de um terapeuta gestáltico é de cuidar da relação que está sendo construída em conjunto com seu cliente, pois, compreende-se que a partir da inclusão, aceitação e confirmação das suas experiências, favorecemos o crescimento e o desenvolvimento de suas potencialidades, fazendo com que ele realize novas e melhores escolhas de construção e reconstrução de si mesmo e de sua impressão do mundo.